WhatsApp

FALE CONOSCO
PELO WHATSAPP

FIQUE POR DENTRO

FIQUE POR DENTRO
O guia da gestão estratégica para sua empresa

O GUIA DA GESTÃO ESTRATÉGICA PARA SUA EMPRESA

Será que a gestão da sua empresa é estratégica? Afinal, é fundamental que o modelo de administração proporcione a tomada de decisões assertivas com o objetivo de garantir que o negócio manifeste um bom ritmo de desenvolvimento. 

Porém, na realidade, muitos empreendedores ainda não sabem como implementar estratégias de gestão que sejam realmente eficazes em seu empreendimento. Como resultado disso, o negócio apresenta vários gargalos operacionais e encontra dificuldades para crescer no mercado. 

Por essa razão, neste post, vamos explicar o que é exatamente uma gestão estratégica e como funciona na prática. Além disso, veja quais são as vantagens proporcionadas para a sua organização. Bom proveito!

O que é a gestão estratégica?

A gestão estratégica é um modelo de gerenciamento de negócios que visa determinar metas para a empresa alcançar dentro de um período específico, estipulando quais vão ser as medidas adotadas para o cumprimento das expectativas.

Sendo assim, os gestores ao fazer o planejamento dos objetivos avaliam tanto as circunstâncias internas como externas da organização, mapeando oportunidades e identificando riscos.

Portanto, com o intuito de estar preparado para enfrentar o futuro, é preciso levar em consideração os aspectos que estão dentro do controle da organização, por exemplo, as estratégias de marketing e o desenvolvimento de produtos e os elementos incontroláveis, como a política e o cenário econômico mundial.

Mas, na prática, como funciona exatamente a gestão estratégica? Quais são os passos necessários? Confira!

Qual é o papel da gestão estratégica no seu negócio?

Veja 3 procedimentos necessários para a realização de uma gestão estratégica.

Formular e executar planos de ação

O plano de ação é um documento que identifica cada passo que deve ser dado a fim de que a empresa realmente seja capaz de alcançar os seus objetivos. Dentre outros detalhes, o planejamento precisa incluir:

  • Metas: quais são as intenções da organização ao dar início a um determinado projeto;
  • Cronograma: o prazo para colocar em prática cada ação;
  • Disponibilidade financeira: o valor de investimento disponível para o trabalho;
  • Detalhamento de tarefas: especificar claramente quais são as atividades envolvidas em cada etapa;
  • Pessoas responsáveis: estipular os requisitos necessários para ocupação de cada função e fazer as nomeações.

Fazer uma análise das forças e fraquezas

Outro passo importante é fazer uma análise SWOT (ou FOFA), esse método de investigação avalia 4 cenários diferentes:

  • Strengths (Forças): analisa quais são os pontos diferenciais do negócio, aquilo que o coloca em uma posição mais vantajosa em relação aos concorrentes; 
  • Weaknesses (Fraquezas): são os elementos que enfraquecem a empresa, por exemplo, os custos de ociosidade ou a dependência de um determinado fornecedor;
  • Opportunities (Oportunidades): é acompanhar as tendências do mercado e saber aproveitar as chances de crescimento;
  • Threats (Ameaças): conhecer os riscos que colocam a segurança do empreendimento em jogo.

Realizar uma avaliação do planejamento

É importante entender que o planejamento não é algo estático, a ideia é auxiliar a gestão a tomar decisões assertivas, que promovam o sucesso da organização no mercado. 

Porém, antes de executar um plano, é necessário apurar se os passos listados estão em harmonia com a realidade da corporação. Além disso, de tempos em tempos, é útil reavaliar o que foi planejado e os resultados obtidos até o momento com o intuito de fazer ajustes para que o projeto se mantenha atual. 

Qual a importância de ter uma gestão estratégica? 

O modelo de gestão estratégica auxilia na transformação de uma meta em algo concreto, caso contrário, não passaria de um simples sonho. Dessa forma, ao criar alvos razoáveis, o gestor ajuda a empresa a ampliar o seu potencial de atuação no mercado, garantindo a competitividade. 

Também, a implementação desse tipo de gerenciamento prepara a organização para enfrentar momentos de crise que não possam ser evitados, buscando ter o menor prejuízo financeiro possível.

O framework da gestão estratégica 

O framework é um conjunto de instruções, ações e técnicas que orientam o funcionamento da administração empresarial. Nesse sentido, com o intuito de desenvolver uma gestão estratégica, dentre outros princípios, é importante incluir: diagnóstico, formulação, implantação e acompanhamento. 

Diagnóstico

Antes de criar uma estratégia de negócio, é essencial avaliar a saúde financeira e operacional da organização. Dessa forma, é possível descobrir se a abordagem, no primeiro momento, será mais voltada para o crescimento do empreendimento ou recuperação.

Formulação

A etapa de formulação engloba todo o processo de construção do plano de ações, que vai destacar quais são os objetivos, os meios pelos quais serão alcançados e qualquer outro aspecto necessário para a efetivação do que foi planejado. 

Implantação

A verdadeira gestão estratégica é aquela que avalia, planeja e executa as ações programadas. Afinal, não adianta deixar os planos apenas no papel ou salvos no computador, é fundamental colocá-los em prática. A implantação é a hora em que as ideias se tornam realidade. 

Acompanhamento

Também, é preciso acompanhar regularmente os resultados e fazer modificações, se necessário. Para esse fim, a análise de métricas é de extrema relevância, já que possibilita a visualização de dados concretos sobre as estratégias. 

Quais as vantagens de utilizar a gestão estratégica? 

Confira 3 benefícios de implementar a gestão estratégica em seu negócio.

Otimização dos processos

A primeira vantagem é a otimização dos processos empresariais, visto que os obstáculos que reduzem a produtividade são encontrados e o gestor é capaz de elaborar métodos para vencer os desafios.

Resiliência empresarial

Outro fator benéfico é que a organização fica preparada para momentos de dificuldade. Desse modo, mesmo que enfrente períodos turbulentos, a empresa vai permanecer de pé e se recuperar dentro de um prazo menor. 

Escalabilidade

Por último, é válido destacar que o planejamento e ações estratégicas favorecem a escalabilidade, uma vez que as oportunidades são identificadas antecipadamente a fim que o negócio consiga tirar o melhor proveito de cada chance de crescimento. 

Em resumo, a gestão estratégica é um método de gerenciamento que mapeia os objetivos empresariais e estipula as técnicas necessárias para alcançá-los. Para isso, o gestor acompanha o processo, garantindo que os planos se transformem em ações e fazendo ajustes na estratégia de acordo com os resultados. As vantagens são: maior produtividade, resiliência e escalabilidade para a organização. 

Quer ter ajuda para implementar uma gestão estratégica em sua empresa? Então, agende uma consultoria com os especialistas em negócio da Insper Jr.

ANTERIORPRÓXIMA