WhatsApp

FALE CONOSCO
PELO WHATSAPP

FIQUE POR DENTRO

FIQUE POR DENTRO
IoT e o processo de desenvolvimento de produtos

IOT E O PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS

Qual é a importância do IoT para as empresas da atualidade? O que você responderia? Bem, até no dia a dia essa solução está se tornando frequente, por exemplo, existem os eletrodomésticos inteligentes e os smartwatches. 

No ramo empresarial, o uso desses dispositivos também está se tornando mais frequente, já existem máquinas que automatizam a linha de produção e outras que analisam regularmente dados a fim de otimizar os custos operacionais. 

Portanto, aos poucos, a ciência de dados e outras tecnologias estão ganhando espaço dentro das indústrias e outras organizações. Isso faz com que haja um mercado amplo para aqueles que desejam atuar com o desenvolvimento de produtos IoT. Mas, afinal, o que essa sigla significa?

O que é IoT?

O termo IoT (Internet of Things), em português, “Internet das Coisas”, trata-se da capacidade de integrar funcionalidades e troca de dados entre diversos dispositivos por meio da conexão com a internet.

Em outras palavras, os equipamentos conseguem enviar e receber informações usando o ambiente online. Para isso, o processo de criação de um objeto IoT, dentre outros conceitos, inclui o uso de:

  • Inteligência Artificial (IA): os aparelhos são inteligentes, ou seja, menos dependentes da ação humana para executarem as suas tarefas de modo satisfatório;
  • Machine learning: esse é um subcampo da IA, é uma área de estudo específica para o treinamento das máquinas. Por meio de diferentes técnicas, o dispositivo é treinado para aprender constantemente, sempre aperfeiçoando o seu modo de agir.
  • Data Science: o dispositivo IoT consegue coletar e analisar dados de vários tipos e em grandes quantidades. Dependendo do modelo de equipamento, as informações são usadas para aprimorar o próprio funcionamento ou fornecer insights sobre diversos assuntos para o usuário.
  • Robótica: esse é o ramo de pesquisa destinado para a construção de robôs que, ao mesmo tempo, podem ser um tipo de IoT.

Assim, esses avanços tecnológicos proporcionam uma transformação digital no modo de execução de tarefas de inúmeras áreas, por exemplo:

  • Saúde;
  • Agronomia; 
  • Logística; 
  • Turismo.

Com isso, atualmente, é possível afirmar que o mundo vive uma Quarta Revolução Industrial, mais conhecida como Indústria 4.0. Mas como isso afeta o Brasil? Confira!

O  IoT no Brasil

Nos últimos anos, o interesse pela Internet das Coisas aumentou no território nacional. De acordo com um estudo feito pela Logicalis, 42% das empresas brasileiras consideram que esse tema é de alta importância e a previsão é de que nos próximos anos o número aumente para 76%.

Porém, o bom avanço IoT depende de fatores, como: 

  • Legislação: desde 2019, entrou em vigor o Plano Nacional de Internet das Coisas que tem por objetivo estimular o desenvolvimento sustentável desse modelo de tecnologia;
  • Mão de obra: profissionais qualificados e criativos são essenciais para a criação de novos produtos IoT que satisfaçam as necessidades dos consumidores;
  • Infraestrutura: a chegada do 5G é benéfica para o crescimento IoT, já que essa conexão promete ser mais rápida e estável. Assim, existe a chance de aumentar o grau de integração entre os equipamentos, em especial, para os que necessitam de atualização em tempo real;

Também, é válido destacar a atuação da ABINC (Associação Brasileira de Internet das Coisas) que colabora ativamente para a propagação e desenvolvimento de soluções IoT no país. Por exemplo, a entidade incentiva a realização de atividades de pesquisas e realiza o congresso ABINC Summit, abordando as principais tendências na área.

Sendo assim, fica claro que os dispositivos IoT são uma boa aposta de investimento para os empreendedores brasileiros. No entanto, igual a qualquer outro produto, é importante dar atenção a todas as etapas do desenvolvimento a fim de obter o sucesso. 

O processo de desenvolvimento de produtos

Veja 6 passos essenciais para desenvolver produtos IoT.

Estudo de mercado

A primeira etapa é o planejamento, neste momento, você tem uma ideia de um produto que acredita ser valiosa. Porém, é necessário verificar como a solução idealizada se aplica à realidade do mercado.

Nesse sentido, é fundamental avaliar o nível de demanda, ou seja, se o item realmente conseguirá solucionar o problema de um determinado público e detalhar como isso vai acontecer. Além disso, identifique quem são os concorrentes diretos e se já oferecem uma solução similar.

Outro ponto relevante é mapear os riscos do investimento para o negócio, afinal, é necessário estar pronto para lidar com as consequências negativas, caso venham a ocorrer.

Modelagem 3D

Após o planejamento inicial, é hora de se concentrar na parte do desenvolvimento do produto. Para isso, é útil usar softwares de modelagem 3D, como NX, SolidWorks, Fusion 360, etc, a fim de ser capaz de visualizar os detalhes do item e fazer ajustes antes de dar sequência ao processo de fabricação.

Estudo de materiais

Ao criar um produto IoT, é de extrema importância escolher os materiais com atenção. Pensando nisso, é válido responder a perguntas, como:

  • Qual vai ser a função principal e as secundárias? 
  • É algo que exige capacidade de carregamento de peso, mobilidade ou qualquer outro fator específico?
  • Os materiais estão disponíveis no Brasil ou vai ser necessário importar?
  • Na falta de algum elemento, é possível substituir por outro sem causar perda de qualidade?
  • Já fez uma lista dos fornecedores e comparações de preços?
  • Qual é o custo específico de produção apenas do material? 

Na Insper Jr, nesta fase do processo de criação de produtos IoT, nós contamos com o Granta Edu Pack para encontrar as soluções para essas perguntas.

Criação de protótipo do produto

O último passo é a criação do protótipo do produto, o objetivo dessa etapa é proporcionar a realização de testes antes de fazer o lançamento oficial do produto IoT ou de outros tipos de produtos no mercado. 

Sendo assim, nesse estágio, é necessário testar o funcionamento com o intuito de encontrar falhas que precisam ser corrigidas e avaliar se o item está em harmonia com o que foi planejado. 

Além disso, é essencial disponibilizar o protótipo para testes com o usuário a fim de analisar como está o User Experience (UX) do produto. Nesse caso, uma boa opção são os testes A/B para descobrir quais detalhes agradam mais ao público. 

Em conclusão, a IoT é mais que uma tendência para as empresas, já é uma realidade que não pode ser ignorada pelos gestores. No Brasil, a expectativa é que cada vez mais negócios implementem essa solução às operações. Por isso, o desenvolvimento de produtos IoT é algo muito promissor, mas é preciso conhecer bem cada etapa para que o projeto seja bem-sucedido. 

Nesse sentido, a Insper Jr pode ajudar a sua empresa a oferecer soluções por meio da digitalização. Os nossos especialistas auxiliam no estudo de mercado, analisam as funções mais apropriadas para o produto, desenvolvem uma modelagem 3D em CAD, pesquisam os materiais e, na última etapa, fazem o protótipo.

Então, que tal agendar uma consultoria com a Insper Jr e iniciar a criação do seu produto?

ANTERIORPRÓXIMA