WhatsApp

FALE CONOSCO
PELO WHATSAPP

FIQUE POR DENTRO

FIQUE POR DENTRO
Canvas: descubra como montar o seu modelo de negócios

CANVAS: DESCUBRA COMO MONTAR O SEU MODELO DE NEGÓCIOS

Você já utiliza o modelo canvas em sua empresa? A etapa de planejamento é uma das mais importantes para o seu negócio, já que um bom plano de ações é essencial para alcançar as metas. 

No entanto, existem diferentes abordagens para realizar esse estágio, entre essas, encontra-se o canvas. Pensando nisso, veja neste artigo, o que é e como funciona esse modelo, quais são as vantagens e como aplicar em seu empreendimento. 

Bom proveito!

O que é o modelo canvas?

O modelo canvas é uma ferramenta de gestão que visa aprimorar o processo de planejamento de ações por utilizar um mapa visual para facilitar a compreensão e construção das estratégias, eliminando a necessidade de usar documentos escritos e planilhas.

Em outras palavras, essa abordagem acontece por meio da construção de um quadro dividido em 9 blocos diferentes, permitindo que a equipe de gestão visualize a organização e distribuição das táticas em cada aspecto. 

Quais as vantagens de aplicar o modelo canvas de negócio? 

Existem inúmeras vantagens de implementar o uso do modelo canvas em seu negócio. Dentre elas, é interessante destacar as seguintes:

  • Agilidade: com a aplicação desse método, a elaboração do planejamento estratégico fica menos burocrática, já que tudo é feito no próprio quadro, diminuindo a necessidade de gastar horas elaborando e formatando arquivo.
  • Integração entre o time: outra vantagem é que todos vão trabalhar ao mesmo tempo na criação do plano de ação, promovendo maior engajamento entre os membros da equipe;
  • Criatividade: o mapa mental permite que os gestores coloquem várias ideias diferentes no painel para depois haver uma seleção, isso diminui a preocupação excessiva quanto a se algo está certo ou errado, favorecendo o processo criativo;
  • Ajustes: uma vez que é possível visualizar todos os elementos de uma única vez, é mais fácil identificar o que não está adequado a proposta e necessita passar por ajustes. 

Quais os blocos que constituem o canvas?

O modelo canvas é dividido em 9 blocos que tratam de aspectos diferentes. Confira!

1- Segmento de clientes

Neste bloco, é o momento de analisar quem é o público-alvo do empreendimento, podendo ser tanto outras empresas como pessoas físicas a depender do perfil do negócio. 

A ideia é descobrir quais são as características principais dos consumidores e, se possível, dividi-los em pequenos grupos de acordo com seus atributos. Desse modo, a organização consegue determinar qual vai ser o foco das ações de cada estratégia empresarial e como vai funcionar o posicionamento da marca no mercado

2- Ofertas de valor

Após conhecer o perfil e os interesses dos clientes em potencial da organização, é a hora de investigar como a corporação pode oferecer serviços e produtos que realmente satisfaçam às necessidades dos consumidores. 

Nesse caso, o intuito é fornecer propostas de valor, ser capaz de demonstrar porque o item e/ou serviço da empresa é a melhor opção para solucionar as dores do público.  

3- Canais

É importante mapear quais são os canais de contato com o cliente, isso se refere tanto ao atendimento com a outras áreas. Por exemplo, é fundamental definir qual é o nível de presença digital do seu público. 

Além disso, é necessário determinar os modos de vendas do seu item e/ou serviço, é válido fazer perguntas, como:

  • As vendas acontecerão de forma física, presencial ou de ambos os modos? Por onde serão comercializados? 
  • Como os clientes vão receber os produtos que adquirirem? Qual será o método de entrega?

4- Relacionamento com clientes

Para fidelizar os seus clientes, é de extrema importância que exista a construção de um relacionamento entre a marca e o consumidor. Para isso, é preciso conhecer as preferências do seu público. 

Só para exemplificar, esse fator auxilia na escolha do tipo de linguagem durante a comunicação, podendo ser mais formal ou informal. Também, contribui para decidir se o atendimento será automatizado ou não. 

5- Fontes de renda

A projeção financeira sobre qual vai ser o lucro que o negócio vai atingir é essencial para a manutenção das operações empresariais. Nesse sentido, é interessante definir antecipadamente quais vão ser as fontes de rendas, por exemplo:

  • Vendas;
  • Assinaturas;
  • Licenças;
  • Aluguéis;
  • Entre outros.

6- Recursos principais

O grande foco desse bloco é definir quais são os recursos materiais ou intelectuais necessários para a manutenção das atividades empresariais. Ou seja, é importante elencar quais são os itens, tarefas ou funções que a empresa necessita para se manter ativa no mercado.  

7- Atividades-chave

Esse é o momento de definir quais são as atividades essenciais para o funcionamento do negócio, sendo possível incluir desde tarefas operacionais internas até elementos externos que envolvem o contato direto com o cliente. 

Só para ilustrar, imagine que a sua empresa produz equipamentos médicos, entre as atividades-chave vão entrar todas que englobam o processo de produção do material. Porém, também é necessário que haja uma área de vendas para que o empreendimento alcance o retorno financeiro. 

8- Principais parcerias

Em muitos casos, é necessário recorrer a fornecedores a fim de adquirir recursos para construção de produtos. Em vista disso, é importante escolher quem são os principais parceiros do empreendimento para compra de materiais. 

Além disso, pensando na escalabilidade, também é útil procurar por outras empresas para oferecer serviços em conjunto ou se unirem em uma mesma estratégia de marketing que seja vantajosa para ambos os lados. 

9- Estrutura de custos

Esse bloco analisa o quanto a sua empresa gasta para se manter ativa, a ideia é traçar uma margem mínima, que englobe uma média de valores dos custos fixos e variáveis. 

Como montar um canvas para o seu negócio?

O modelo canvas pode ser feito em diferentes estágios de desenvolvimento do negócio, desde o processo inicial até quando o empreendimento está mais maduro no mercado. Na realidade, o objetivo é que de tempos em tempos essa estratégia seja atualizada para sempre se manter alinhada à realidade da empresa.

Durante a criação do mapa, o ideal é que isso seja realizado por um grupo de profissionais, geralmente, os gestores. Porém, em alguns casos, pode ser interessante contar com a participação de outros colaboradores. Só é preciso ter cautela para não tentar fazer o mapa de modo individual. 

Além disso, a ideia é que o quadro seja posicionado em um local de fácil visualização por todos os colaboradores. Mas se a empresa trabalha em home office, é interessante considerar a possibilidade de fixar o canvas digital no ambiente interno, talvez em uma parte de anúncios ou lembretes.
Que tal ter ajuda para montar o modelo canvas de seu negócio? Entre em contato com a Insper Jr e receba auxílio de especialistas!

ANTERIORPRÓXIMA