WhatsApp

FALE CONOSCO
PELO WHATSAPP

FIQUE POR DENTRO

FIQUE POR DENTRO
Desenvolvimento de aplicativos para negócios: guia completo

DESENVOLVIMENTO DE APLICATIVOS PARA NEGÓCIOS: GUIA COMPLETO

Durante o dia a dia, todos nós temos contato regularmente com alguma forma de tecnologia digital. Por isso, planejar o desenvolvimento de aplicativos para o seu negócio pode ser uma solução essencial para marcar presença na rotina de seu cliente, onde quer que ele esteja.

O smartphone tornou- se um item indispensável na sociedade atual, facilitando a comunicação e auxiliando na execução de diversas atividades que antes demandavam um alto número de dispositivos e ferramentas. 

É cada vez maior o número de empresas ingressando ao ambiente digital através da disponibilização de apps para os seus clientes. Porém, nem todas essas empresas sabem por onde começar e como utilizar essa ferramenta em todas as suas potencialidades.

Pensando nisso, elaboramos este artigo que aborda diferentes fatores que devem ser levados em conta na hora de desenvolver um aplicativo para negócios como, por exemplo: estar atento à legislação, às funcionalidades e à elaboração de uma estética que combine com a marca.

Continue a leitura para entender mais!

A importância do aplicativo para sua empresa

Atualmente, seja para lazer, trabalho ou estudo, muitas pessoas passam várias horas do seu dia conectadas ao celular. Por isso, é importante elaborar estratégias que ajudem a empresa a construir uma presença digital que se aproxime do cotidiano do cliente.

Nesse sentido, o desenvolvimento de aplicativos é uma ótima opção, visto que dentre muitas outras vantagens, ele proporciona:

  • Fortalecimento da marca: é possível  usar as notificações do dispositivo para lembrar ao cliente os benefícios de escolher a sua empresa, reforçando as promoções e lançamentos;
  • Melhor experiência: os apps permitem a configuração de funcionalidades personalizadas para o negócio e que tornam a experiência do usuário mais agradável; 
  • Fidelização de clientes: ao criar melhores condições para o consumidor e disponibilizar um canal de interação ágil e prático, o relacionamento com o cliente fica mais forte.

Visto que as vantagens do aplicativo se estendem às mais variadas etapas da jornada de compra, fica a pergunta: qual tipo de aplicativo é o mais adequado para a sua empresa? 

A variabilidade do aplicativo 

O primeiro ponto a se considerar no desenvolvimento de aplicativos é o modelo do negócio, pois isso influencia diretamente nos elementos que devem estar presentes na aplicação.

Conheça as características e diferenças entre 3 tipos de apps: nativo, web e híbrido. 

Nativos

Os aplicativos nativos são aqueles criados usando linguagens de programação específicas para um determinado sistema operacional móvel. Neste caso, os sistemas mais utilizados são o Android e o iOS. 

A vantagem deste tipo de aplicativo é que eles possibilitam a utilização de mais recursos do smartphone — como a integração com a câmera, calendário, GPS, entre outros. Além disso, são mais rápidos e estáveis.

Vale ressaltar que o desenvolvimento de aplicativos nativos é mais trabalhoso e, por conta disso, mais caro do que as outras opções. 

Web

Os Webs Apps são sites que identificam que o acesso do usuário ocorre por meio de um dispositivo móvel e automaticamente adaptam as suas configurações para esse formato

Nesse caso, é necessário que o cliente utilize um navegador, já que o software não está disponível nas stores (lojas de aplicativos).

Em compensação, é uma alternativa financeiramente mais barata, o que pode ser mais viável caso o orçamento para criação seja baixo

Híbridos

Por último, existe a opção de desenvolvimento de aplicativos híbridos. Ou seja, uma combinação de apps nativos com web.

Esses apps são programados utilizando as linguagens de websites: javascript, HTML e CSS. No entanto, são alojados dentro de um aplicativo tradicional. Por isso, estão à disposição por meio de uma app store.

Após escolher o modelo de aplicativo adequado para a situação atual de sua organização, é hora de dar atenção aos aspectos legais. 

A legislação e o desenvolvimento de aplicativos

A legislação acerca do desenvolvimento de aplicativos ainda caminha em seus primeiros passos, tanto no Brasil como nos demais países.

Várias atualizações e revisões na jurisdição podem surgir neste período em que a sociedade civil ainda se acostuma com a tecnologia e os seus impactos. Por isso, é fundamental estar atento às atualizações legais para evitar multas e penalizações para a empresa

Algumas leis que devem ser analisadas na hora de criar um app:

  • Lei do Software (Lei nº 9.609): trata do registro do aplicativo e dos direitos do autor;
  • Lei de Propriedade Industrial (Lei nº 9.279): aborda a necessidade do registro da marca para garantir a proteção contra a concorrência;
  • Código de Defesa do Consumidor (Lei nº 8078): define as normas de relacionamento entre consumidor e fornecedor;
  • Lei do e-commerce (Decreto n° 7962): estabelece regras para quem comercializa produtos virtualmente;
  • Marco Civil na Internet (Lei n° 12965): estipula direitos, deveres e princípios para o uso da internet no Brasil.

Além disso, é importante levar em consideração outras leis específicas para o segmento de atuação da empresa. 

Ao disponibilizar um aplicativo, também é necessário possuir um “Termo de Uso e Política de Privacidade”, que serve como meio jurídico para determinar as regras de utilização do software pelo usuário. 

Design do aplicativo

Um dos principais objetivos do desenvolvimento de aplicativos é fortalecer a sua marca no mercado. Por isso, é essencial ter uma linguagem visual bem definida e garantir que o app esteja em harmonia com isso, ou seja, que siga o mesmo padrão. 

Todo o trabalho para desenvolver um bom conteúdo e uma funcionalidade satisfatória podem ir por água abaixo se não estiverem apresentadas numa combinação esteticamente agradável aos olhos do cliente.

Para que o seu app tenha um design atraente, é importante ficar atento aos seguintes pontos:

  • Paleta de cores: o ideal é manter as características do logotipo;
  • Facilidade de leitura: é preciso ter cuidado para que o texto não canse a vista, nesse caso, é bom aproveitar os contrastes;
  • Evitar o excesso de informações: o exagero confunde o usuário, dificulta a tomada de ações;
  • Ícone intuitivo: transmita a mensagem sobre o objetivo do app por meio do ícone.

Os usuários do seu aplicativo

De nada adianta desenvolver um aplicativo funcional, bonito e barato se ele não agradar ao seu cliente. Por isso, considerar as preferências do usuário é imprescindível, pois, o objetivo é estabelecer uma relação de proximidade e confiança.

Fazer um estudo prévio sobre o seu cliente e manter um acompanhamento do número de usuários pode ajudar no momento de pensar ações para melhorias — não só do app, mas também para o seu negócio como um todo.

Para isso, pode ser útil contratar um empresa especialista que auxilie tanto na parte de automação como na análise de mercado.

Conclusão

Ao planejar estratégias para melhorar os resultados do empreendimento, é válido considerar o uso de aplicativos, já que isso pode oferecer inúmeras vantagens para o negócio como visto nesse artigo. 

Entretanto, é preciso ter muito cuidado com os aspectos aqui trazidos. Se o app for mal planejado, em vez de trazer benefícios, ele pode ter o efeito reverso: impactando negativamente na experiência do cliente e na reputação da marca.

Por essa razão, ao desenvolver aplicativos, é importante contar com a ajuda de uma empresa voltada à tecnologia e gestão como a Insper Jr

A expansão dos negócios através da digitalização é um dos nossos ideais. Venha conhecer os nossos serviços!.

ANTERIORPRÓXIMA