WhatsApp

FALE CONOSCO
PELO WHATSAPP

FIQUE POR DENTRO

FIQUE POR DENTRO
Pessoa analisando a matriz processo e produto do seu negócio

MATRIZ PROCESSO E PRODUTO: SAIBA COMO UTILIZÁ-LO DE FORMA PRÁTICA E EFICIENTE!

Muitas empresas hoje em dia precisam operar com grandes produções para suprir suas necessidades de vendas e, em determinado momento, necessitam até expandir essa linha de produção. 

Dessa forma, o que deveria ser apenas um aumento normal na cadeira produtiva, torna-se um problema maior porque muitos negócios não possuem uma matriz processo e produto estruturada. 

Não sabe que se trata? Então você está no lugar certo! Neste artigo vamos te explicar como essa estratégia é importante para empresas que visam crescimento no mercado, tanto a curto quanto a longo prazo.

Boa leitura!

O que é uma Matriz processo e produto?

Com certeza você já deve ter elogiado a rapidez da linha de produção de algumas empresas, não é mesmo?

Principalmente aquelas que inovam e se destacam no mercado, como os restaurantes fast foods, por exemplo, que operam sob grande demanda sem deixar a satisfação dos consumidores de lado.

Foi justamente para encontrar o melhor tipo de produção para as empresas que a matriz processo e produto foi idealizada e lançada em 1979 pelos professores Robert H. Hayes e Steven C. Wheelwright.

Podemos dizer, basicamente, que a finalidade dessa matriz é analisar quais são as verdadeiras proporções entre fábricas e o mercado, a fim de se encontrar as melhores estratégias para as empresas. 

Outra caraterística dessa estrutura é que ela permite fazer com que as empresas possam testar e validar quais são as melhores abordagens produtivas para gerar bens e, consequentemente, fornecer serviços sem prejuízos.

Exemplo de estruturação da matriz processo e produto
Exemplo de estruturação da matriz processo e produto

Para entender o funcionamento dessa matriz, é preciso avaliar duas variáveis que estão diretamente relacionadas ao volume de produção: 

  • Estrutura do produto (fases do ciclo de vida do produto): tem como objetivo detalhar como o processo escolhido (sendo oficina, lote e linha de montagem) será desenvolvido por meio de fluxo confuso, fluxo de linear, fluxo linear conectado e fluxo contínuo.
  • Estrutura do processo (fases do ciclo de vida do processo): sua finalidade é descrever como o produto se desenvolverá nos quatro estágios do ciclo de vida e seu grau de padronização (alto ou baixo) para, assim, definir qual será o processo de forma mais assertiva. 

Por que a matriz processo e produto é importante para as empresas?

Várias são as vantagens que uma matriz processo e produto, quando bem estruturada, pode oferecer para uma empresa. 

Uma delas é o planejamento estratégico, que direciona o trabalho de toda a equipe para desenvolver soluções ligadas às oportunidades de negócio e orientadas para decisões mais assertivas.

Outra vantagem bastante importante é que uma linha de produção bem definida também é estratégica para outras áreas como administração e marketing. Dessa forma, o acesso a outras informações importantes, como a identificação de oportunidades de crescimento, fica mais claro. 

Além dessas, outros pontos importantes e vantajosos que podem ser levados em consideração são:

  • Analisar com exatidão todas as possibilidades de investimentos possíveis;
  • Permite a identificação da necessidade de novos produtos de acordo com a realidade da empresa e como eles podem ser lançados da forma mais eficiente;
  • Integra todas as equipes por meio de informações precisas da linha de produção;
  • Faz com que a linha de produção converse com a realidade da empresa;
  • Permite identificar e fazer o acompanhamento completo de todas as entradas e saídas de produtos;
  • Permite traçar todos os objetivos sempre que os atuais forem alcançados de alguma forma;
  • Desenvolve um fluxo de trabalho mais otimizado para toda a equipe envolvida nos processos de produção;
  • Faz com que os gestores possam revisar todos os processos estabelecidos, identificando o que está sendo eficiente ou não. 

Agora que você entendeu a importância da matriz processo e produto para as empresas, chegou o momento de entender mais sobre os tipos de processos e fluxos envolvidos nela.

Confira no próximo tópico.

Tipos de fluxos existentes

Fluxo confuso: esse fluxo, job shop, refere-se à produção que envolve pequenos lotes com uma imensa variedade de fluxos em toda planta produtiva. Ou seja, nesse processo, é produzido um alto valor de mercadorias com volume de produção considerado baixo.

Por isso, é bastante comum uma flexibilidade maior em relação a funcionários e equipamentos. 

Fluxo contínuo: nesse tipo de produção os produtos são feitos de forma contínua, sem interrupções. Por ser bem estruturado, esse tipo de produção é bastante comum em fábricas de produtos que precisam de eficiência, padronização e qualidade. 

Fluxo linear conectado: refere-se ao modelo criado pelo empreendedor Henry Ford. Nele o produto é sempre fabricado e montado por toda uma cadeia de produção estruturada de montagem. Tudo de forma conectada e sem interrupções para que os produtos sigam um padrão de qualidade exigido pelo mercado, sem falhas.

Esse modelo, inclusive, mudou bastante a forma de se produzir nas grandes indústrias em meados de 1914.

Fluxo linear descontínuo: Nesse tipo de processo, também conhecido como fluxo intermitente e diferente do fluxo linear, toda a linha de produção é feita em lotes limitados com itens semelhantes. 

Por mais que os caminhos de produção sejam diferentes, todas as etapas individuais das linhas de produção não são conectadas. Dessa forma, os materiais podem ser sequenciados para formar os estoques.

Tipos de processos existentes

Job Shop: esse processo é focado em produzir uma variação maior de produtos com volume baixo e, justamente por isso, exige mão de obra qualificada para garantir a qualidade na hora da execução de toda a produção.

Project: Sua principal definição é a produção de produtos considerados únicos e com larga escala, ou seja, aqueles que possuem uma personalização ainda maior que os produtos já considerados não tão comuns. 

E por justamente conter uma personalização maior, esse tipo de processo leva um tempo maior para execução, principalmente porque há a necessidade de conferimento de todos os materiais produzidos. 

Batch: Refere-se à produção de materiais que podem ser quantificados sem que isso se torne um problema para a empresa. 

Mas, ser quantificado não está diretamente ligado com menores quantidades de produtos. Pois nesse tipo de processo os produtos por serem semelhantes são produzidos em grande volume. 

Line: Nesse tipo de processo todas as pessoas envolvidas desenvolvem sempre as mesmas atividades em cada etapa da produção, ou seja, todo o fluxo é desempenhado de forma contínua e organizada para que nada saia do padrão.

Esse processo é ideal para empresas que trabalham com grandes demandas de montagens, por exemplo. Pois esse tipo de organização precisa de processos mais padronizados para garantir a excelência final na entrega de cada produto, sem que nenhum saia com alguma característica alterada. 

Conclusão

Neste artigo você pôde entender mais sobre o que é uma matriz processo e produto, qual é a sua importância para as empresas e quais são os detalhes das suas estruturas de processos e produtos.

Assim, fica evidente que contar com processos produtos bem estruturados é fundamental para o bom desenvolvimento de empresas que buscam se desenvolver no mercado.

Além disso, essa matriz também é primordial para a criação de processos ágeis e tomada de decisões assertivas, atributos que são importantíssimos para se destacar no mercado. 

Gostou de aprender mais sobre o assunto? Então continue acessando o nosso blog para aprender mais sobre outros temas relacionados às áreas de Economia e Administração.

Até o próximo artigo.

ANTERIORPRÓXIMA