WhatsApp

FALE CONOSCO
PELO WHATSAPP

FIQUE POR DENTRO

FIQUE POR DENTRO
Pessoas medindo indicadores financeiros para a empresa

INDICADORES FINANCEIROS: 8 INDICADORES QUE NÃO PODEM FALTAR NO SEU NEGÓCIO

Gerenciar financeiramente uma empresa não é uma tarefa fácil. De fato, a má gestão financeira é uma das principais causas de prejuízos e falência de negócios.

No entanto, muitos gestores desconsideram uma análise completa da situação financeira pelas dificuldades de se obter todas as informações necessárias, ou ainda por não possuir uma estrutura financeira responsável por este papel. 

Mas é preciso entender que a análise de  indicadores financeiros é essencial se o seu negócio busca uma gestão focada em resultados. Então, se você quer saber mais quais são estes indicadores e os benefícios que eles fornecem para a sua empresa, leia este artigo até o fim. 

O que são indicadores financeiros

Os indicadores financeiros são formas quantificáveis de se mensurar os resultados financeiros de sua organização. Estas métricas permitem aos gestores uma visão mais abrangente e estruturada do cenário financeiro do negócio. 

Estes indicadores são calculados a partir de informações do balanço patrimonial, da demonstração do resultado do exercício (DRE) e do demonstrativo do fluxo de caixa (DFC).

Quais as vantagens de utilizar indicadores financeiros?

Os indicadores financeiros têm como principal objetivo gerar dados que favorecem a tomada de decisão de forma mais assertiva. Além deste, podemos citar outras vantagens da utilização destes indicadores como:

  • Previsão de cenários: O conhecimento prévio de cenários financeiros permite aos gestores tomar atitudes adequadas antecipadamente a fim de preparar a empresa para os desafios futuros. 
  • Planejamento de ações: A utilização de indicadores financeiros facilita o direcionamento das ações para que os objetivos e metas sejam atingidos de forma mais eficaz. 
  • Melhoria contínua: A rotina de analisar os indicadores financeiros é uma das características de empresas que buscam a melhoria contínua em seus processos. Isso porque, com estas informações é possível identificar com mais clareza os pontos críticos da sua organização. 

Se você quer extrair todos os benefícios que os indicadores financeiros proporcionam, o primeiro passo é ter disciplina. Organizar tantos dados e informações é uma tarefa trabalhosa que demanda tempo e determinação, no entanto, o resultado é indispensável para o crescimento do seu negócio.

8 Indicadores financeiros que não podem faltar no seu negócio

Agora que você conheceu as vantagens de se ter indicadores financeiros na sua empresa, vamos conhecer aqueles indicadores que não podem faltar no seu negócio. 

Mas primeiramente, é preciso ressaltar que  os dados financeiros são uma das informações mais valiosas de uma organização, portanto, um dos principais pontos chaves para que sua empresa possa obter o melhor dos indicadores financeiros é a sua equipe. Por isso tenha a seu serviço uma equipe profissional e qualificada. 

  1. Faturamento 

O cálculo do faturamento é um dos principais indicadores financeiros, pois indica o de desempenho de vendas, bem como é a base de cálculo para determinação de impostos. 

No faturamento bruto será somado todos os valores proveniente de vendas em um período. Já no faturamento líquido será descontado os valores referentes aos impostos e deduções de vendas de cada operação. Assim:

Faturamento bruto = Preço de venda x Quantidade de produto/serviço vendido

Faturamento líquido = Faturamento bruto – Impostos – Deduções de vendas.

Desta forma é preciso estar atento às compras parceladas, já que o valor do faturamento das mesmas só será recebido após o recebimento de cada parcela. 

  1. Margem líquida

A margem líquida corresponde à porcentagem de lucro obtido pela empresa em relação à receita de vendas total. 

Para a margem líquida, é utilizado o lucro líquido como base, ou seja, retirando-se as despesas e impostos.

Margem líquida = (Lucro líquido / Receitas de vendas) * 100

  1. Margem EBITDA 

Corresponde a quanto recurso a empresa produz em suas atividades operacionais, desconsiderando fatores financeiros como juros, amortizações e outros efeitos que não apresentem impacto nas operações centrais da empresa. 

Este é um indicador financeiro de rentabilidade que permite a comparação entre gestões e empresas. Sua fórmula é: 

EBITDA = Lucro operacional líquido + Depreciação + Amortização

Margem EBITDA = (EBITDA/Receita total) * 100

  1. Ponto de Equilíbrio 

O ponto de equilíbrio (break even point) demonstra o momento em que as receitas líquidas da empresa se igualam à soma dos custos e despesas. Ou seja, corresponde ao valor onde o seu lucro líquido é zero. 

Desta forma, o ponto de equilíbrio indica o faturamento mínimo para que sua empresa cumpra com suas obrigações de custos e despesas. O excedente deste valor é incorporado ao lucro. 

Ponto de equilíbrio = Gastos fixos / margem de contribuição

  1. Liquidez Corrente 

Esta é uma métrica que demonstra a capacidade de sua organização em pagar suas obrigações em um curto prazo. Para isso é levado em consideração os ativos circulantes, que correspondem aos bens ou direitos que uma empresa possui e podem ser transformados em dinheiro. E o passivo circulante, as dívidas em até 1 ano.

Índice de Liquidez Corrente = Ativo circulante / Passivo circulante 

Caso a divisão resulte em um valor acima de 1, a sua empresa possui capital para pagamento das obrigações em curto prazo. Caso o valor for inferior a 1, os seus ativos não são suficientes para pagamento de suas obrigações em curto prazo. 

7. Retorno sobre investimento 

O retorno sobre investimento, ou ROI, é um dos principais indicadores financeiros da viabilidade. Isso porque, ele irá avaliar os rendimentos produzidos a partir do investimento realizado. 

ROI = (Ganho obtido – Investimento inicial) / Investimento inicial * 100 

O ROI pode ser aplicado para avaliar o retorno financeiro da empresa na totalidade, ou de projetos específicos como campanhas de publicidade ou novos produtos lançados.

8. Ticket Médio 

O nosso último indicador financeiro é o ticket médio, este representa o faturamento por cliente. É um dos indicadores mais utilizados na área comercial podendo ser aplicado por categorias de produtos ou serviços específicos. 

Ticket médio = Faturamento total / Número de vendas do período

Conclusão 

Ao fim deste artigo esperamos que você tenha se convencido da utilização dos indicadores financeiros na sua empresa. Embora seja um processo trabalhoso, a monitorização desses resultados é o ponto-chave para a melhoria da gestão de seu negócio.

Como podemos observar, os  8  indicadores listados acima apresentam um objetivo próprio, mas essenciais para o melhor controle financeiro e tomada de decisão estratégica da sua empresa.

Agora, chegou a sua vez, escolha os indicadores mais apropriados para a sua empresa e determine a forma de acompanhamento e atualize o seu planejamento financeiro. Lembre-se também de fazer as correlações com outros indicadores não financeiros e discussões  dos resultados com seus times e diretores. 

ANTERIORPRÓXIMA