WhatsApp

FALE CONOSCO
PELO WHATSAPP

FIQUE POR DENTRO

FIQUE POR DENTRO
Pessoas aprendendo a montar o próprio negócio

COMO MONTAR SEU PRÓPRIO NEGÓCIO: O GUIA PARA O EMPREENDEDOR INICIANTE

Iniciar um novo empreendimento é o sonho de muitas pessoas ao mesmo tempo que é algo bastante desafiador, especialmente para empreendedores iniciantes. Contudo, com um bom planejamento é possível dar os primeiros passos da melhor forma.

Esse começo é determinante para sucesso da empresa ao longo do tempo e quando feito com um bom embasamento toda a operação posterior é facilitada e tem maiores chances de dar muito certo.

Nesse período, persistência e um propósito claro fazem toda a diferença para que o empresário consiga passar por todas as fases necessárias até se chegar num estágio de sucesso da organização.

Para se chegar em tal ponto, é necessário se atentar a diversos aspectos e planejar bem as ações e os passos do negócio, pois isso dará sustentação a nova ideia e irá garantir que os resultados positivos cheguem.

Um dos maiores erros dos novos empreendedores é querer resultados num prazo extremamente curto, o que faz com que tomem ações sem planejamento e acabem por ter prejuízos que comprometem severamente a empresa.

Por isso, um bom planejamento inicial e o acompanhamento devido é a chave para começar o novo negócio da melhor forma: com segurança e direcionamento bem claro.

Assim, as seguintes orientações a seguir são imprescindíveis para quem ainda não sabe por onde começar ou quer entender melhor quais os primeiros passos do desafio que é iniciar um novo empreendimento no mercado.

Tenha clareza da ideia

O pontapé para começar o próprio empreendimento é entender bem qual a ideia do negócio e, principalmente, quais necessidades da sociedade ela atende. Para isso, deve-se ter clareza sobre as respostas de algum questionamento como:

  • Qual produto ou serviço quero oferecer?
  • Quem é o público-alvo que compraria esse produto?
  • Quais dores esse público-alvo possui que serão sanadas com o serviço?
  • Qual o diferencial do serviço? 
  • Qual o modelo de negócio dessa nova empresa?  

Tais reflexões auxiliam a entender de forma macro a nova proposição. Se for percebido que a ideia do novo produto ou serviço não ataca uma necessidade tão clara da sociedade, é indicado que seja pensado em outra ideia.

Caso não se tenha a ideia clara em mente, é possível fazer uma análise de quais são as grandes necessidades atuais da sociedade e trabalhar em cima disso. Na verdade, o mais indicado é começar pelo problema, não pela solução.

Por isso, o conceito de problema primeiro, ideia depois é tão adotado pelos novos empreendedores porque aumenta as chances de sucesso do negócio, pois se estará oferecendo algo muito requerido no mercado.

Isso acontece porque tendo entendimento das dores de um público específico, é possível pensar numa solução para essa dor e daí tirar a ideia para o novo negócio e o novo serviço que seria prestado.

Assim, o ponto principal é se apegar ao problema que está se querendo resolver e rotacionar ideias em cima desse problema. 

Se apegar a uma única ideia é um erro que já prejudicou muitos profissionais no mercado, pois acabaram oferecendo algo não requerido, o que acarretou baixas vendas e até falência do empreendimento.

Valide e melhore o serviço ou produto

Para ter segurança que o novo produto é uma necessidade real de um certo público, é possível realizar uma pesquisa de mercado com um grupo de pessoas de modo a entender o perfil, necessidades e opiniões desse grupo.

A pesquisa deve ser realizada com pessoas que atendam ao perfil do público-alvo para que as respostas sejam direcionadores, se tornem bons insumos para análise e sejam respostas para a grande questão de qual um bom negócio para abrir.

A validação de um protótipo da ideia do produto ou serviço também é uma ótima opção para ter mais segurança da aceitação da sociedade acerca da ideia mais desenvolvida.

Fazer uma versão simples do produto ou esboçar como o serviço poderia acontecer e apresentar essa ideia para possíveis compradores de modo a colher as percepções deles sobre o produto ou serviço é uma estratégia que dá muitos insumos para o negócio.

Com a coleta dessa visão dos consumidores tem-se uma visão do público sobre o produto e será possível realizar ajustes e melhorias no serviço para que seja melhor aceito e atenda da melhor forma as necessidades dos compradores.

Pessoas analisando o próprio negócio
Foto de fauxels no Pexels

Faça um bom planejamento estratégico

Quando não se sabe onde se deseja chegar, qualquer caminho é serve.

Essa proposição representa uma falha muito comum no mercado: iniciar a operação sem definir objetivos claros.

Por isso, é importante que desde o começo se tenha claro o que o novo negócio e quais são as metas estratégicas que se deseja alcançar num certo período com o funcionamento da empresa.

Para isso, um planejamento estratégico bem construído é um diferencial na abertura de novos negócios, pois dá embasamento para as ações da empresa e direciona a rotina para que os objetivos sejam atingidos com sucesso.

Um bom planejamento estratégico contém alguns pontos importantes e necessários para que seja completo:

  • Entendimento do negócio: visão macro da empresa, pode ser feita a partir da construção do Business Model Canvas;
  • Análise estratégica: entendimento da organização numa ótica estratégica, pode ser visualizado por meio da análise SWOT (ou análise FOFA, forças, oportunidades, fraquezas e ameaças de mercado);
  • Estudo de mercado: análise tanto do público-alvo quanto dos concorrentes;
  • Diretrizes estratégicas: missão, visão e valores da empresa;
  • Metas e indicadores: métricas e objetivos que podem ser orientados por alguma ferramenta como OKR (Objectives and Key Results) ou BSC (Balanced Scorecard);
  • Planos de ação: estratégias e ações para se atingir os objetivos estabelecidos.

É importante chamar atenção para a parte de estudo de mercado, pois ao abrir um novo negócio o empreendedor estará se inserindo em um novo contexto de um novo mercado.

Por isso, conhecer os concorrentes, bem como seus diferenciais e falhas, é de extrema relevância para replicar boas práticas e evitar erros cometidos por essas outras empresas, ganhando assim vantagem competitiva.

Com tudo isso o planejamento estratégico com certeza servirá de guia para os próximos passos do negócio e servirá como um norte para montar o próprio negócio.

Alinhe o planejamento estratégico ao financeiro

Com o planejamento estratégico estabelecido é válido também realizar a estruturação de um planejamento financeiro para embasar as decisões de compra e orientar as vendas realizadas pela empresa.

Esse tipo de planejamento deve conter uma projeção de gastos (custos e despesas) para um determinado período bem como

Além disso, o planejamento financeiro também deve conter a projeção de receitas para o mesmo período, o que deve ser feito de acordo com o preço de venda e o volume de vendas do produto.

Dessa forma o empreendedor consegue visualizar a situação financeira ao longo dos meses tendo como parâmetro o planejamento construído e orientar a empresa para que ele seja seguido.

Sem dúvidas, o planejamento financeiro é um diferencial entre os profissionais que estão na corrida para montar o seu próprio negócio.

Recrute pessoas alinhadas com o propósito do negócio

Um dos grandes motivos para que funcionários não deem resultado esperado ou saiam rápido de uma empresa é a falta de alinhamento com o propósito da organização, o que prejudica o funcionamento do negócio.

A contratação dos primeiro colaboradores é um ponto de grande atenção para o sucesso do negócio, pois ele é construído com o trabalho de todo o time em conjunto e para que o trabalho seja bem feito a equipe precisa estar bem alinhado com o propósito da empresa.

Então, deve-se ter muito claro qual a missão daquela organização para que sejam recrutadas pessoas que acreditem nela e tenham um propósito de vida que seja alinhado com essa missão.

Um time comprometido com o propósito da organização consegue performar muito melhor, com uma alta satisfação no trabalho e ótimos resultados, pois enxergarão sentido nas tarefas que devem realizar no dia a dia da empresa.

Acompanhe os resultados e replaneje

Planejamentos são a base de tudo, mas mais importante do que fazer as projeções é acompanhá-las da maneira correta.

O monitoramento dos indicadores deve ser algo rotineiro, mesmo para empreendedores iniciantes, pois irá servir como base para a tomada de decisões. O controle e cobrança acerca das metas deve ser uma realidade conhecida por toda a empresa.

Ao longo do caminho, é possível que seja necessário fazer um replanejamento e neste momento não se deve hesitar e tentar seguir o que foi estabelecido tempos atrás, mas sim ser estratégico e traçar novos caminhos.

Ser resiliente e ter capacidade de se adaptar a novas realidade são duas habilidade que todo bom empresário deve ter consigo para que sua empresa possa prosperar com sucesso.

E para concluir

Os pontos acima são um norte para saber mais como montar seu próprio negócio e, se bem executados, podem gerar resultados inimagináveis para os novos empresários de diversos mercados.

Quando se iniciar um novo empreendimento, aspectos como planejamento e acompanhamento diferenciam o negócio no mercado e destacam a organização entre os concorrentes.

Quer entender melhor como podemos ajudar a montar seu próprio negócio? Entre em contato!

ANTERIORPRÓXIMA